O blog mais parecido comigo e com a cã0fusã0 da minha vida...

Amor sem barreiras


Nota: este post devia ser do dia 26, mas devido a problemas "técnicos" fica por aqui...



Bela sexta feira, sem nada mais interessante para fazer, e dia do Teatro em Portugal... o que fazemos? Vamos ao teatro! Já há muito tempo que andava a dizer que "qualquer dia ponho uns trocos de lado e vou ao teatro", e nesta bela sexta-feira (que, cá entre nós, estava a ser um dia daqueles cinzentões, em que nem o sol parece conseguir ter força para clarear o nosso estado de espírito) parecia ser o melhor dia possível, até porque tínhamos direito a 50% de desconto!! ^^ Estava uma bela noite, sem chuva, e após muita correria para não chegar depois das 21:30, lá conseguimos chegar às 21:29 ao Teatro Politeama, todos janotas, para ver uma das mais "badaladas" peças de teatro: West Side Story. Sentadinhos quase em frente ao palco, rimo-nos, cantámos, puxámos do lencinho para "gozar" com a parte mais romântica da coisa, andámos para morrer assados de tanto calor, mas principalmente divertimo-nos como ainda não nos tinhamos divertido nessa semana (falo por mim!)! A peça é muito gira, óptima para quem gosta de musicais e deliciosa para quem adora um bom final trágico, diferente do final que se espera com o título da peça. Invejei a voz de rouxinoul da Maria (personagem principal - será que em teatro também se chama assim?), quis trazer o Tony (amor "sem barreiras" da Maria) comigo para casa e ensinar-lhe, entre outras coisas, a vestir roupa do Séc. XXI, e os sapatos, as roupas, os cenários, as músicas, ainda hoje estão guardados na minha memória (também não passou assim tanto tempo, não é?)! Foi uma bela noite, que me deixou a pensar, mais uma vez no "amor ideal"! Mas como "gato escaldado, de água fria tem medo", continuo a achar que o amor ideal só acontece mesmo em teatro/cinema/histórias/contos-de-fadas-em-que-meninas-com-16-anos-acreditam, porque, sejamos reais: homens como o Tony, que matam o nosso "irmão" (é um bocadinho do que se passa na peça) e depois se acham a melhor pessoa à face da terra, não há muitos! Quer dizer.. até deve haver, mas.. na... não me parece que a minha felicidade passe por aí!


De qualquer maneira, e como dizem que sou tão exigente que vou acabar em tia, acho que o MEU amor ideal (se é que se pode chamar assim) tem de ter as seguintes características:

1- nada de tendências para cantar vestido de anos 80 (isto exclui o Tony)
2- nada de vestir peças pretas, góticas and so long (exclui o rato mickey)
3- tem de ter uma elevada fortuna no banco (Tio Patinhas, onde andas??)
4- tem de ser fiel (excluídos todos os homens à face da terra, excepto "aquele")
5- tem de ter uma paciência de santo para me aturar (pode recorrer a fármacos!)
6- saber cozinhar, passar a ferro, e todas as lides domésticas (acho que esta então é das mais difíceis)
7- gostar de mim (aqui sim, é muuuuito complicado)
8- tem se saber conjugar os verbos: amar, cuidar, tratar e respeitar

Pronto, coisinha pouca... vamos lá ver se ele aparece... aaah, e pode ser que tenha um irmão gémeo, porque já me constou que não sou a única a requerer certo tipo de qualidades! :P


2 fus0es:

ลndreia disse...

Pedes pouco tu...
9- Ser bem jeitoso como o Clements! (tinha de o dizer!) ^^

Bruna disse...

hoho...
belo layout!!

amooo teatro!!!

;)

Enviar um comentário

Seguidores

Prendas!